Um telefonema para apoiar a Madeira

Os sites da rede IOL e as rádios da Media Capital iniciaram esta segunda-feira uma campanha de apoio à Madeira, flagelada por uma tempestade que causou a morte de 42 pessoas, dezenas de feridos, desalojados e prejuízos ainda por calcular.

Se quiser contribuir, marque 760 100 999. Cada chamada custa 0,60 euros, mais IVA e por cada chamada, 50 cêntimos mais IVA serão destinados ao apoio à Madeira.

A diferença de valor representa os custos das operadoras.

A Agência Financeira e os restantes sites da rede IOL mantê-lo-ão informado sobre o resultado da contribuição dos seus utilizadores.

Fonte: AgenciaFinanceira

Pondo as politiquices de lado, aqui está uma maneira de ajudar. Vamos a ver se as intituições que quiseram apoiar ou que fizeram peditorio para o Haiti vão ficar paradas nesta altura.

Eu já liguei.

Afinal ao longo do dia de hoje foram aparecendo novas maneira de ajudar.

Aqui ficam mais maneiras de ajudar

————————————————————–

No que diz respeito à ajuda “material”, também há já algumas iniciativas a decorrer. É o caso da Cáritas do Funchal, que aceita donativos em dinheiro, assim como ajuda na forma de alimentos, vestuário, mobiliário, electrodomésticos e material escolar.

A União das Misericórdias Portuguesas tem igualmente um fundo de apoio às vítimas do qual poderá saber mais acedendo a www.ump.pt/ump ou enviando um email para o endereço secretaria.geral@ump.pt.

Offline há mais. De momento existem várias contas bancárias de apoio e uma linha telefónica cuja receita reverte para a ajuda a Madeira: a conta Banif com o NIB 0038.0040.50070070.771.11;conta BBVA com o NIB 0019.0001.00200181.689.15; a conta BES de NIB 0007.0000.00834282.936.23; a conta Barclays com o NIB 0032.0470.00203252.260.41; e a conta Santander Totta, com o NIB 0018.0003.22713788.020.21.

A linha telefónica é da MediaCapital e está disponível através do número 760 100 999, com um custo de chamada associado de 50 cêntimos.

À medida que o tempo vai passando, é normal que os movimentos de solidariedade para com a população Madeirense aumentem. Sugerimos-lhe que escolha um à dimensão das suas possibilidades e ajude.

Fonte; texto retirado do site Tek