Vai Anna! ( brincadeira ou mau demais…?)

Paródia ou um verdadeiro desastre???!!

A linha para distinguir estas duas realidades é demasiado ténue….

Uma jovem aparece no inicio desta “verdadeira obra” a “chorar” a morte do marido… (deve estar a treinar para ser carpideira….)

E assim começa algo que nunca devia de sequer de existir…

( por favor não vejam isto tudo!! Demasiado mau para ser verdade…)