Arquivo de etiquetas: australia

Cone-Ing

 

Sinceramente a com cada coisa por aí que até parece mentira!

Vindo mais uma vez da Austrália chega-nos a moda do Cone-ing ( e que raio de coisa é esta?? pensam vocês)

É ir a um drive in tipo Mcdonalds pedir um cone de gelado e quando o funcionário entrega-nos o nosso pedido, o cliente pega diretamente no gelado, em vez de o fazer pela bolacha…

Sinceramente não percebo o porque desta “moda”, mas ok… Também não é para eu perceber…

O “cérebro” desta coisa é atribuídos a um jovem australiano Alki Stevens, que publicou no YouTube, em meados de junho, um vídeo com o título “Cone-ing é o novo planking”

O que muitos não fazem para ter os seus 15 minutos de fama…

O que virá depois disto??

Primeiro era os empranchados( pessoas que tiravam fotos em sitios estranhos e que estavam na horizontal), agora os “besuntados” ( os tipos que fazem Cone-ing) o que virá por ai??

Sugestões aceitam-se…

 

Fonte : Visão

Austrália reconhece pessoa sem sexo pela 1ª vez

Uma pessoa que mora na Austrália pode ser a primeira no mundo reconhecida oficialmente como não pertencendo a nenhum dos sexos, segundo a imprensa australiana.

O governo do Estado de New South Wales emitiu uma certidão de “Gênero Não-Específico” a Norrie May-Welby. Isso significa que o governo não reconhece Norrie como homem ou mulher.

Norrie se considera andrógino e é ativista do grupo Sex and Gender Education (Sage, na sigla em inglês), que faz campanha por direitos de pessoas com diferentes identidades sexuais.

Norrie, de 48 anos, nasceu na Escócia e foi registrado como homem. Aos 23 anos, ele passou por um tratamento hormonal e cirurgias para mudar de sexo, e foi registrado na Austrália como mulher.

No entanto, Norrie ficou insatisfeito com a mudança e interrompeu seu tratamento, preferindo denominar-se “neutro”.

“Gaiola” dos gêneros

“Esses conceitos de homem e mulher simplesmente não se encaixam no meu caso, eles não são a realidade e, se aplicados a mim, são fictícios”, afirma Norrie em um artigo publicado no site The Scavenger na semana passada.

Norrie assina seu nome como “norrie mAy-Welby”, um trocadilho com “may well be”, que em inglês significa “pode ser”.

Em e-mail à BBC Brasil, Norrie comemorou a decisão do governo australiano. “Liberdade da gaiola do gênero!”, escreveu.

Segundo a notícia publicada no The Scavenger, os médicos declararam em janeiro deste ano que não conseguiram determinar o sexo de Norrie – nem fisicamente nem em função do seu comportamento.

A certidão de gênero não-específico foi dada de acordo com uma recomendação de 2009 de um relatório da Comissão de Direitos Humanos da Austrália, segundo o portal. A certidão foi publicada na capa do jornal australiano Sydney Morning Herald.

Uma porta-voz da Procuradoria do governo da Austrália disse ao jornal que esta foi a primeira certidão do tipo.

A porta-voz do Sage, Tracie O’Keefe, disse ao Scavenger que a decisão tem impacto importante na vida de pessoas que não se identificam nem como homens ou mulheres.

Em entrevista ao jornal britânico Daily Telegraph, o porta-voz do grupo britânico Gender Trust, que ajuda pessoas com problemas de identidade sexual, saudou a decisão do governo de New South Wales.

Fonte: noticias.uol

O.o

Arroto de ovelha responsável pela poluição

ovelhaUma equipa de cientistas australianos está a criar uma espécie de ovelha que arrote menos, por causa da poluição. Isso mesmo: os cientistas querem assim ajudar a combater as alterações climáticas. É que o gás metano, proveniente do processo digestivo, é 17 vezes mais poluente que o gás carbónico.

Na Austrália, há cerca de 8 milhões de ovelhas, que são responsáveis por cerca de 10 por cento das emissões de gases poluentes do país.

Os especialistas do «Sheep Cooperative Research Council» estão a tentar descobrir se há alguma influência genética na produção de arrotos. Se se comprovar esta suspeita, os cientistas ponderam criar um animal mais ecológico.

Até agora, descobriram que metade dos animais testados arrota mais porque… come mais…

Fonte: tvi24