Arquivo de etiquetas: Facebook

Como excluir o seu histórico de buscas no Facebook

O registo de histórico de buscas do seu Facebook tem uma vantagem e uma desvantagem. A parte boa é que fica mais fácil para que o usuário encontre as informações que está procurando. Mas o que não pode ser interessante é que essas informações ficam registadas para serem usadas no redireccionamento de publicidade  na rede social.

Segundo o site How to Geek, o Facebook cria uma base de dados com qualquer coisa que você busca dentro dele, por isso é importante apagar esses dados de frequência e, caso você não saiba como, acompanhe o passo a passo abaixo:

Passo 1

Passo_1

Aceda à sua conta, vá ao menu localizado no canto superior direito da página e clique em “Registo de Atividades”;

Passo 2

unnamed (10)

No lado esquerdo vai aparecer um menu com diversas opções, clique em “Mais” para estender a lista e depois em “Procurar”;

Passo 3

unnamed (11)

Já com o registo aberto, você pode optar por excluir as buscas uma por uma ou todas elas. Para apagar apenas uma, clique no símbolo ao lado do cadeado e clique na opção “Excluir”. Para apagar tudo, no topo da página existe a opção “Excluir buscas”, Clique, confirme a ação na caixa de diálogo que irá aparecer e pronto!

Fonte: canaltech

Aplicações a evitar no facebook!

Para os que passam a vidimagem_malware_facebook01a_smalla inteira no facebook! 

Para os que instalam tudo e mais alguma coisa no facebook!

Para os que acreditam em tudo o que vêm no facebook!!

Para os que dizem ” A minha conta de facebook tem vírus…”

Por favor sigam com muito amor e carinho estes “mandamentos” e a vossa conta agradece…( e os vossos amigos também)

Fujam a sete pés quando virem coisas como

1 – Ferramenta que ajuda a descobrir o número total de visitas e quem viu o seu perfil 

2 – Ferramenta que ajuda a mudar a cor do Facebook 

3 – Vídeo amador de sexo da Rihanna com o namorado.. ou qualquer outro vídeo do género 

4 – Vê a minha atualização de perfil e podes ganhar uma T-Shirt do Facebook 

5 – Diz adeus ao Facebook azul 

6 – Desbloqueio e oferta de itens 

7 – Ferramenta que ajuda a ver se algum amigo o apagou do Facebook 

8 – Ferramenta que ajuda a saber quem são as 10 pessoas que mais visitam o seu perfil 

9 – Ferramenta que ajuda a descobrir quem viu o seu perfil 

10 – “Acabei de mudar o meu perfil no Facebook. É fantástico”

Não acreditem no Pai Natal e no Coelhinho da Pascoa é o que vos digo!

 (Post baseado num artigo do Tek)

 

Como desistir do Facebook

https://www.facebook.com/help/?faq=224562897555674

1) Como posso desativar a minha conta?

Para desativar a tua conta:
Clica no menu Conta  na parte superior direita de qualquer página do
Facebook
Seleciona Definições de conta
Seleciona Segurança no menu da esquerda
Clica em "Desativar conta"

 

2) Como posso eliminar permanentemente a minha conta?

Se desativares a tua conta, o teu perfil (cronologia) desaparece do serviço
do Facebook imediatamente. As pessoas no Facebook não te poderão pesquisar,
embora algumas informações, como mensagens que enviaste, ainda possam
permanecer visíveis para as outras pessoas. Guardamos também as informações
do teu perfil (cronologia) (por ex.: amigos, fotos, interesses, etc.), caso
queiras regressar.
Se pensares que não vais voltar ao Facebook, podes pedir para apagar a conta
permanentemente. Tem em atenção que não poderás reativar nem recuperar
qualquer conteúdo ou informação que tenhas adicionado. Antes de o fazeres,
aconselhamos-te a transferir uma cópia dos teus dados do Facebook. Depois,
se quiseres que a tua conta seja eliminada permanentemente sem qualquer
opção de recuperação, inicia sessão na tua conta e preenche este formulário.

https://www.facebook.com/help/delete_account

Aviso de privacidade

Nos últimos dias, mais um boato viral começou a se espalhar no Facebook. Dizem que, se você publicar a mensagem abaixo – um “aviso de privacidade” – você protege todos os seus dados na rede social de qualquer pessoa ou entidade, inclusive do governo americano.

Claro que isso não adianta de nada.

Na verdade, este hoax é meio antigo: ele circulava em inglês desde o final de maio. Mas, traduzido para o português, agora ele ganhou força entre brasileiros.

Só que o hoax foi desmentido há meses. O Snopes, conhecido por analisar farsas da web há mais de 15 anos, já deu o seu veredicto: o tal “aviso de privacidade” é FALSO!!!

644452_440738365967999_1044266199_n

   

O texto começa afirmando que o Facebook agora é uma entidade de capital aberto, sem dizer se isso é importante. E não é: “capital aberto” significa apenas que as ações do Facebook são negociadas em bolsa de valores – não muda em nada a política de privacidade.

Depois, o texto sugere que o Facebook pode usar todas as suas informações de forma pública – mas não pode. Nos termos de uso, um dos seus principais direitos é: “você é proprietário de todo o conteúdo e informações que publica no Facebook”. Além disso, na política de privacidade, fica claro que só será público o que você tornar público, mais os seguintes dados: nome; sexo (M/F); nome e ID de usuário; e imagem de perfil e capa.

O Facebook pode não ser dono dos seus dados, mas pode usá-los para diversos fins, que eles detalham na seção “como usamos as informações que recebemos“. Um post no seu perfil não vai mudar isso: ao entrar na rede social, você já concordou com todas as regras.

E, no fim, ele ainda termina com “UCC 1-103 1-308?: isto se refere a um conjunto de leis comerciais nos EUA, que nada têm a ver com privacidade.

Fonte: Gizmodo

Imagem retirado do facebook do Pplware

E se Jesus tivesse nascido na Era do Twitter e Facebook?

“Maria recebe um SMS do Anjo Gabriel e avisa José por email que vai ter um filho. Ele posta no twitter que irá a Belém, procura a rota Nazaré – Belém pelo Google Maps e faz o “check in” do Estábulo no FourSquare. Depois anunciam pelo Facebook o nascimento do menino Jesus, com foto e tudo. ”

“Os tempos mudam, o sentimento continua o mesmo”

Foi assim que a agência portuguesa Excentric imaginou como seria o nascimento de Jesus nos dias de hoje.


Um video simplesmente divinal!

Jovem mãe mata bebé enquanto joga Farmville

Uma mulher de 22 anos declarou-se culpada pela morte do filho de três anos, que abanou violentamente até à morte porque o seu choro não lhe permitia jogar Farmville, a popular aplicação do Facebook que envolve gerir uma quinta virtual.

De acordo com o Correio da Manhã, a norte-americana deu-se como culpada de homicídio em segundo grau, cuja pena prevê a prisão perpétua. Na melhor das hipóteses, Alexandra Tobias ficará na cadeia entre 25 e 50 anos.

Durante o interrogatório a que foi sujeita a jovem mãe confessou ter abanado o recém-nascido, depois, para se acalmar, fumou um cigarro e voltou abaná-lo.

Farmville é uma das mais populares aplicações do Facebook, com certo de 60 milhões de utilizadores, o que faz com que a detentora do jogo, a Zynga, seja tenha a maior capitalização bolsista dentro das empresas desse sector.

Fonte : Sol

O.o Demasiado estupido e infelizmente real…

A gaja que sofra na prisão tudo e mais alguma coisa!!!

Farmville pode sair do Facebook

A empresa que produz a quinta virtual e o Facebook não chegam a acordo e por isso o jogo de agricultura pode estar de saída da rede social.


A Zynga, que é a produtora responsável pelo jogo de agricultura virtual, está a estudar a possibilidade de abandonar o Facebook por causa de desentendimentos com os gestores da rede social. Em causa está a introdução da moeda “Creditos Facebook”, que deverá ser lançada no próximo dia 25 de Junho.

O objectivo é o de criar uma espécie de dinheiro virtual, que poderá ser utilizada em todos os jogos e aplicações do Facebook. O problema é que a rede social quer ficar com 30 por cento do valor de cada transacção realizada com o “Créditos Facebook”.

Fonte: TvNet

Hum, será que o facebook consegue aguentar-se sem a sua galinha de ovos de ouro?? Não me parece que o facebook, aguente-se muito nas “canetas” se perder o farmville…

Jovem processa mãe por causa do Facebook

Foi no Facebook que descobriu. Uma mulher norte-americana leu que o filho de 16 anos tinha conduzido um automóvel a 150 km/h, porque se tinha chateado com uma rapariga.

Pensando estar a assumir uma atitude responsável, a mãe proibiu o adolescente de aceder à rede social e mudou a palavra passe do filho. Não esperou muito pelo troco: o rapaz processou-a, por assédio moral.

«Se for considerada culpada neste processo, estará aberta a temporada de caça aos pais», declarou a mãe, Denise New, segundo a edição online do jornal «O Globo».

A mãe acredita que fez tudo em nome da boa imagem do filho. Num dia em que o jovem deixou a conta aberta, a mãe escreveu ou seus próprios pensamentos e alterou o código de acesso.

O filho, que vive com a avó, alega que a mãe «publicou mensagens que envolvem calúnia e factos pessoais da minha vida». Por isso, registou uma queixa de assédio, aceite a 26 de Março pelas autoridades.

«Eu fiz três ou quatro comentários. O resto são conversas entre o meu filho, eu e alguns amigos dele», assegurou Denise New.

O caso ainda não tem um desfecho conhecido, mas abre um possível precedente na alteração das relações familiares. Tudo por causa das redes sociais.

Fonte : Agencia Financeira

Sinceramente esta noticia pouco surpreende.. Já que cada vez mais, os mais novos têm o “poder” nas maos…