Arquivo de etiquetas: Internet

Não se deve acreditar em tudo que se diz na net…

 

Sempre ouvi disser e ainda digo isto:

“Não se deve acreditar em tudo que se diz pela internet!”

Muito boa gente se esquece deste pequeno “pormenor” e depois as coisas correm MAL! (que diga o fulano do vídeo…)

 

É fácil demais criar uma “vida nova” atrás do PC… estes a pensar que tinham encontrado as suas almas gémeas…

Estúdios de cinema criam lista de sites com conteúdos ilegais

Ao que parece numa tentativa de tentar acabar com certos sites de conteúdo ilegal, a Motion Picture Association of America (MPAA), uma associação que reúne diversos estúdios de cinema norte-americanos, criou uma lista de sites com conteúdos ilegais.

O site Torrentfreak, conseguiu ter acesso e refere que a lista surge numa carta enviada pela MPAA ao Governo dos EUA, no âmbito de uma investigação sobre o tráfego de conteúdos protegidos na Internet.

Apesar da lista não ter sido tornada publica, foi publicada pelo Torrentfreak, que inclui diversos sites que segundo a associação de Hollywood se dedicam à partilha de filmes e séries de televisão de forma ilegal.

Nesta lista encontram-se sites com origem na Suécia, Ucrânia, Canadá e Rússia, alguns dos quais disponibilizam milhões de ligações a conteúdos ilegais.

Será que vão dar legitimidade aos Estados Unidos para se meter em sites que não estão alojados em solo americano?? Nãã, duvido que isso aconteça, burocracia e basta!

Fonte: Post adaptado de um artigo que se encontra no SOl

Jovem processa mãe por causa do Facebook

Foi no Facebook que descobriu. Uma mulher norte-americana leu que o filho de 16 anos tinha conduzido um automóvel a 150 km/h, porque se tinha chateado com uma rapariga.

Pensando estar a assumir uma atitude responsável, a mãe proibiu o adolescente de aceder à rede social e mudou a palavra passe do filho. Não esperou muito pelo troco: o rapaz processou-a, por assédio moral.

«Se for considerada culpada neste processo, estará aberta a temporada de caça aos pais», declarou a mãe, Denise New, segundo a edição online do jornal «O Globo».

A mãe acredita que fez tudo em nome da boa imagem do filho. Num dia em que o jovem deixou a conta aberta, a mãe escreveu ou seus próprios pensamentos e alterou o código de acesso.

O filho, que vive com a avó, alega que a mãe «publicou mensagens que envolvem calúnia e factos pessoais da minha vida». Por isso, registou uma queixa de assédio, aceite a 26 de Março pelas autoridades.

«Eu fiz três ou quatro comentários. O resto são conversas entre o meu filho, eu e alguns amigos dele», assegurou Denise New.

O caso ainda não tem um desfecho conhecido, mas abre um possível precedente na alteração das relações familiares. Tudo por causa das redes sociais.

Fonte : Agencia Financeira

Sinceramente esta noticia pouco surpreende.. Já que cada vez mais, os mais novos têm o “poder” nas maos…

Bebé morre à fome porque pais são viciados na Net

De acordo com o site TGDaily, um casal sul-coreano deixou morrer à fome a sua bebé prematura de três meses, enquanto criavam uma “filha” virtual, num jogo online.

O casal terá deixado a filha sozinha horas a fio, até 12 horas numa noite, enquanto jogava num cibercafé. Numa dessas noites, o casal terá encontrado a filha morta.

Depois de detidos pelas autoridades, confessaram, ainda, que alimentavam a criança com leite fora de prazo e lhe batiam numa tentativa de silenciar o seu choro.

O mais irónico nesta história é que o casal estava viciado no Prius, um jogo online semelhante aos Sims, onde estavam a criar uma “filha” virtual.

De acordo com o ABC, a Coreia do Sul é conhecida por ter um problema grave no que diz respeito a cidadãos viciados em Internet. São frequentes as notícias sobre jogadores que morrem de exaustão por não pararem de jogar nem sequer para se alimentar, e de estudantes que não vão à escola para se dedicarem ao vício

Fonte: exame informatica

Ironico… Perder um filho….para criarem um na net… =| Pois devia de dar menos trabalho que o real…

Europa vai legislar corte da Internet sem ordem judicial

piratariaO Parlamento Europeu chegou a um princípio de acordo com o Conselho Europeu para legislar relativamente à suspensão do serviço de acesso à Internet sem necessidade de ordem judicial.

Representando os dois órgãos, delegações de ambas as partes concluíram que “o acesso à Internet de um utilizador pode ser restrito se necessário, mas apenas após um processo justo e imparcial que respeite o direito do utilizador a ser ouvido”, referem num comunicado.

“Tais medidas só podem ser tomadas com o devido respeito pelo princípio da presunção da inocência e do direito à privacidade e como resultado de um processo anterior justo e imparcial, garantindo o direito a ser ouvido (…) e o direito a uma acção judicial efectiva e em tempo útil”, refere-se no compromisso que servirá de base ao texto a ser integrado na futura directiva das comunicações electrónicas.

Após consultarem os serviços jurídicos do Conselho, do Parlamento e da Comissão Europeia, as delegações responsáveis pela negociação do tema chegaram à conclusão que incluir a expressão “ordem judicial” poderia exigir uma harmonização dos sistemas judiciais dos Estados-membros, algo que escapa às competências da UE neste domínio.

“Eram dificuldades jurídicas insolúveis”, disse em conferência de imprensa o vice-presidente do Parlamento, Alejo Vidal-Quadras, líder da delegação parlamentar.

Para Vidal-Quadras, que qualificou o acordo como “um verdadeiro êxito”, “salvamos o espírito e as consequências efectivas da antiga emenda 138, que foi introduzida pelos deputados do bloco e que pedia uma ordem judicial para cortar o acesso à Internet, algo que o Conselho não estava disposto a aceitar”.

Recorde-se que os eurodeputados tinham decidido recentemente eliminar a emenda 138, largamente defendida pelas associações de internautas, que impedia o corte do acesso à Rede sem que existisse uma decisão judicial.

O compromisso agora assumido pelas delegações será então integrado na directiva para as comunicações electrónicas que, depois de várias emendas, tem a terceira leitura e votação final entre de 23 a 26 de Novembro próximos.

Fonte: TekSapo